Conheça o Subwoofer com Tecnologia HVT. A nova tendência do som automotivo

Você conhece o Subwoofer com tecnologia HVT? Conheça a inovação da Pioneer em caixas ativas, a nova tendência do som automotivo!

Pode ser que você seja um aficionado por som automotivo, quem sabe por tecnologia e conectividade para seu carro ou apenas gosta de ter um som ambiente para ajudar no trânsito estressante do dia a dia. Indiferente do seu uso, uma característica que não pode faltar quando ligamos nosso som é a qualidade sonora.

Quando imaginamos um projeto para o som de nosso carro, por mais básico que ele seja, esperamos um resultado satisfatório e que nos permita relaxar com a trilha sonora do dia a dia, porém, existem vários fatores que limitam um projeto mais elaborado, entre eles, o espaço físico disponível para acomodar os equipamentos, já que em aparelhagens convencionais são necessárias as caixas para acomodar os subwoofers, espaço para o módulo e em alguns casos até baterias extras.

sub

Uma grande tendência atual no segmento do som automotivo são as caixas slim para subwoofer, passivas ou ativas, que devido a sua grande facilidade de uso, conquistou rapidamente o mercado. Elas permitem um uso mais democrático do som, agregando grande qualidade em um projeto básico, entregando o grave que falta aos alto-falantes originais e sem ocupar todo o espaço que um projeto convencional exige. Sempre atenta, a Pioneer não poderia ficar de fora dessa e apresenta o TS-WH500A, uma caixa ativa super slim, que promete ainda mais praticidade e qualidade sonora, e vem para ser a referência nesse novo nicho, já consolidado no mercado.

A nova tecnologia desenvolvida pela Pioneer atende pela sigla HVT, que significa Horizontal Vertical Transforming (Transformação Horizontal Vertical). Essa nova tecnologia converte o movimento horizontal em movimento vertical e comparado ao subwoofer comum, o TS-WH500A oferece uma reprodução de graves mais amplas e profundas mesmo em uma estrutura compacta.

O cone e a bobina se movem verticalmente em um modelo convencional, o que torna difícil a reprodução de graves profundos numa estrutura rasa. O subwoofer HVT não depende dessa espessura e permite a construção de um alto-falante com menor altura, o deixando mais prático para ser instalado em qualquer ponto do seu carro, seja ele uma pick-up, um hatch ou um sedã, devido as suas proporções.

O maior diferencial dessa nova tecnologia da Pioneer é a grande fidelidade sonora com os graves, graças ao sistema simétrico com duplo diafragma, que minimiza as perdas internas e ainda garante uma saída mais potente ao conjunto, além de trabalhar em conjunto com a bobina em simetria para cancelar as vibrações indesejadas e reduzir os ruídos causados pelas vibrações do som.

As medidas reduzidas do TS-WH500A garantem uma enorme flexibilidade na instalação de diversos veículos, são apenas 34cm de largura, 6 cm de altura e 25cm de profundidade, podendo colocá-lo abaixo dos bancos, atrás do painel ou até mesmo no porta-malas, porém, sem exigir todo o espaço físico que um sistema convencional ocupa.

pioneer

Em minha opinião, baseada nas oportunidades que tive de avaliar os produtos, posso garantir que o resultado entregue pelas caixas slim são muito satisfatórios, e garantem sim a qualidade sonora e a praticidade que prometem.

Os graves são bem definidos e na condição de palco sonoro, não ficam devendo em nada aos modelos convencionais, principalmente devido a sua praticidade, aonde o equipamento pode ser instalado no melhor lugar para a propagação das ondas sonoras.

Equipe Rede Classic

Melhores músicas para teste de som automotivo

Olá amigo amante de carros! Sejam bem-vindos de volta!  De que adianta um investimento generoso em vários equipamentos para o som do seu carro se não podemos testar seus limites, seus pontos fortes? Saber se seu Subwoofer consegue disparar alarmes na rua, ouvir com clareza as vozes nas músicas, distinguir vibrações médias e agudas que dão muito mais brilho ao som.

Na internet há vários Set Lists que prometem extrair o máximo de seus equipamentos e, pode acreditar, tem mesmo! Mas nestas pesquisas encontrei um Set List interessante, contendo uma série de sons testes e músicas que, realmente, podem te levar aos extremos.

IMPORTANTE – os arquivos em MP3 possuem compactação própria e, neste processo, há perda de frequências, teoricamente não audíveis, fazendo com que esta opção não seja tão interessante para a promoção dos testes.

Tipo de mídia adequada

Vamos começar! Pode parecer excêntrico, mas prefira os CD’s, isso CD’s, mas os ORIGINAIS. Essas mídias garantem uma exposição íntegra das músicas, sem que haja corte em frequências como acontece nos arquivos compactos.

Se o seu aparelho de som não tem entrada de CD, não faça conversão no computador para MP3. Prefira o WAV!!! Os arquivos ficarão com um tamanho bem considerável, mas 1 ou 2 arquivos para testar seu equipamento não vai acabar com o espaço de seu pendrive.

Testes em médios-graves e médios podem ser promovidos por arquivos em MP3, mas, particularmente, considerando que em testes buscamos extrair o máximo, ainda prefira o bom e velho CD (original). Você vai perceber que a qualidade é outra. Mas, se o MP3 for a única opção, garanta que a gravação esteja em 192 Kbps ou superior.

ATENÇÃO – áudios próprios para teste, especialmente de graves, são NECESSARIAMENTE para testes. A utilização contínua pode danificar o seu falante, pois levá-lo ao extremo e, trabalhando no limite por muito tempo, pode diminuir sua vida útil. E caso você ainda não saiba equalizar seu aparelho de som, fiz um artigo que vai te ajudar, clique aqui.

Pois bem, lembra do set list interessante que eu havia falado acima, vou deixar o link pra vocês! Estes áudios e músicas vão te ajudar a identificar o que precisa melhorar no seu som para ter experiências surpreendentes.

Set list:

1 – Teste de fase acústica.

Palco Sonoro
2 – Giz
3 – Rolo de fita adesiva
4 – Walking Sax

Ressonância nos graves
5 a 8

Bateria
9 – Bateria e baixo
10 a 12 – bateria solo

Vozes masculinas
13 – Eric Clapton & BB King – RidingWith The King
14 – Junior Wells – Use Me
15 – Ed Motta – Doce Ilusão

Vozes femininas
16 – Rebecca Pidgeon – Spanish Harlem
17 – Fever
18 – Elza Soares – Dura na queda
19 – Maria Rita – Caminho das águas
20 – Maria Rita – Muito pouco

21 – Faith No More – King for a day.
22 – Titãs – Lugar nenhum

Teste de graves
23 – Metallica – Until It Sleeps – A famosa!!!!!!!!
24 – BennyBenassi – Satisfaction
25 – 20Hz
26 – 25Hz
27 – 31,5Hz
28 – 40Hz

Link para baixar: https://www.4shared.com/s/fv1oRi2bFca

Equipe Rede Classic

Fonte: http://blog.tuningparts.com.br/melhores-musicas-para-teste-de-som-automotivo/

Abrir chat
💬 Precisa de ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?